Mutantes

Olá meninos e meninas desse Brasil varonil. Hoje vamos falar de coisa boa, vamos falar de toptherm, vamos falar de super-herois mutantes e ridiculamente bonitos. Vamos falar sobre X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.

pôster

Vou já deixar avisado aqui que esse post estará recheado de spoilers então caso você ainda não tenha assistido ao filme, é só não apertar no leia mais e ser feliz. Se você está atrás de motivos, te darei três.

10423851_10152098642397201_984458071688344465_n

Vai assistir? Então beleza. Aí você volta aqui e vê se concorda comigo. Já assistiu? Então clica ali no leia mais e junte-se a mim.

Primeiramente eu quero deixar claro que eu sou uma dessas minas meio geeks assim, que curte um bocado toda essa parada de super-herois, ficção científica, fantasia e por aí vai. Apesar disso, nunca li nada dos quadrinhos da Marvel (mea culpa, mea maxima culpa). Então todos os meu comentários a respeito do filme são mesmo a respeito do filme, ou de todo meu conhecimento de X-Men do desenho animado que passava no SBT pela manhã.

A trilogia de X-Men pra mim foi fraca, pra ser gentil. Na verdade, eu preferi esquecer o terceiro filme de uma vez logo que era pra não ficar triste. Mas o prequel desse de agora (X-Men: Primeira Classe) eu achei totalmente excelente. E não só porque o James McAvoy, o Michael Fassbender, o Nicholas Hoult e a linda da Jennifer Lawrence estão nele. Mas porque ele é bom mesmo e me convenceu muito mais que a trilogia já mencionada.

Só que aí nesse o Bryan Singer decidiu juntar tudo o que tinha dado certo naquela trilogia e no outro filme. Aí eu decidi que definitivamente teria que ir assistir, né? Pensa, dois Xavier(es?) e dois Magnetos no mesmo filme é muito amor.

Vou tentar dar uma explicação mais resumida da história do filme e depois falar o que é bom e o que não é. Mas lembrem-se que eu sou prolixa então esse plano pode não dar muito certo. O negócio é o seguinte, dezenove não é vinte, os mutantes são mutantes por causa da presença do tal gene x, confere? Daí um cientista, no filme o fantástico Peter Dinklage como Trask, resolve pensar lá na década de 70, “pôxa vamos desenvolver um robô maroto que vai dar conta de rastrear a galera que tem esse gene e matar tuto”.

tuto

O governo não tinha dado muita trela pro moço porque poxa, você está falando de matar cidadãos norte americanos cara, não pode. Até que a Mística resolve cortar o mal pela raiz e assassinar o cara. Pena que ela é pega e o governo começa a ver os mutantes como uma ameaça. Então eles resolvem deslanchar o projeto dos Sentinelas (os robôs marotos) com um diferencial: o código genético da Mística que permite a eles modificarem sua estrutura para melhor combater os inimigos (os mutantes).

Pena que os Sentinelas ficaram tão desenvolvidos que eles estavam atacando já a galera que iria ter filhos ou netos portadores do gene X. Aí o negócio despirocou de vez. Nessa hora o Magneto e o Xavier do presente (sir Patrick Stewart e Ian Mckellen) resolveram passar por cima das diferenças e bolaram um plano. Plano simples, vamos voltar ao passado e impedir que a Mística mate o Trask impedindo assim que os Sentinelas matem todo mundo. Aí a Lince Negra (atriz que fez a Juno, Ellen Page) manda o Wolverine (Hugh Jackman) 50 anos pro passado, porque ele é o único que não viraria um aipo com essa ideia.

Aí o resto do filme é ele tentando convencer os dois cabeças-duras past!Xavier e past!Magneto a trabalharem juntos e salvar o futuro.

Cara. As cenas do filme são bem legais, apesar de ninguém sangrar. Todos eles têm energia nas veias ou alguma coisa assim. Os diálogos do Wolverine são em sua maioria bem divertidos, a J Law está lindíssima e as atuações estão muito boas. Mas eu tenho que destacar a MELHOR cena do filme, que foi quando o Pietro (Peter no filme por alguma razão, Evan Peters), ou Mercúrio, juntamente com o past!Xavier e o Wolverine vai tirar o past!Magneto da prisão no Pentágono. Genial a atuação do rapaz e a proposta da cena. Além do diálogo lindo dele com o past!Magneto que sutilmente apresentou o fato de o Pietro ser filho do cara magnético. Só quero dizer que o moço do Kick-Ass (Aaron Johnson) vai ter trabalho pra me convencer como Pietro no filme dos Vingadores.

quicksilver

Agora as únicas coisas que me deixaram achando que o filme poderia ter sido mais legal ainda, foram os Sentinelas de 1973 e o fato de a Mística estar poderosa demais. Os Sentinelas antigos deveriam ser robozões enormes estilo megazord. Gente, eram os anos 70 né?

sentinelas

Mas apesar disso, recomendo muitíssimo o filme. E já estou no aguardo para o próximo que sai em maio de 2016, X-Men: Apocalipse (alguém chuta quem será o vilão desse?).

apocalipse

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s